quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Mestres do Slide com Paulo Tonella

Trago para as páginas do Blog uma pessoa muito importante para o slide nacional. Ele é um estudioso e um músico dedicado.

Paulo Tonella é sem duvidas o nome mais importante no Brasil, quando o assunto é Blues Rural. O som que ele faz tem o corpo e a alma do verdadeiro blues e segue fielmente os passos dos primeiros mestres do slide.

Vamos ao que este Mestre tem a nos dizer.

TB: Os violões Resonators, não são populares no Brasil, e só agora chegam com mais facilidade no mercado, como você conseguiu seu primeiro Resonator?

PT: “O meu primeiro resonator eu consegui numa loja de usados em Pinheiros, há uns 10 anos. Era um da marca Dobro, de corpo de metal. Desde essa época, a minha paixão por violões resonators só aumentou. Esses instrumentos têm muita relação com o Country-Blues, foram usados em muitas gravações da época.”


TB: Você usa vários tipos de afinações nos shows? Quais as que você utiliza mais?


PT: “Eu uso D aberto(D A D F# A D), G aberto(D G D G B D) e a tradicional nos resos. Cada uma tem sua própria voz, te inspira de forma diferente.

Tenho usado também um bandolim com cone, afinado em G D G D, que soa mais 'Blues' na minha opinião, e uma cópia de Weissenborn em G aberto.

Não sei dizer qual utilizo mais, cada uma tem o seu lugar. Tem músicas que faço na tradicional, e às vezes em afinação aberta com slide. Varia muito do dia. Tento não amarrar muito uma determinada música com um instrumento ou afinação em particular. Claro, o arranjo inicial é feito baseado em alguma delas, mas tento ter sempre outro jeito de tocar, seja com outra afinação ou instrumento, pra poder variar um pouco. Isso ajuda também a ficar mais 'amigo' de alguma afinação que eu tenha mais dificuldade.

Gosto bastante também de C aberto(C G C G C E), mas essa estou usando por enquanto só em casa. Ainda não estou muito confortável com ela.”
TB: Quais os segredos de se tocar o Blues Raiz ?

PT: “Acho que o principal é você gostar e ouvir muito, como com qualquer estilo que se queira tocar. Esse é o principal. Tecnicamente, a mão que dedilha é tão importante ou até mais que a outra. É um estilo que requer uma linha de baixo, melodia e alguns "pedaços" de acordes junto... costumo dizer que o Country-Blues é um estilo solitário. Um instrumento só já resolve o problema, por isso a importância da mão (no meu caso...) direita. Mas tem que gostar. Eu escuto as 'velharias' 95% do tempo. Aquelas gravações onde o ruído é tão alto quanto a música são as minhas preferidas.”

TB: O Blues Rural, não é algo comum de se escutar, qual a reação do publico nos seus shows? Qual a característica desse publico?

PT: “Pra minha surpresa, o público tem reagido bem. Claro, varia bastante, mas no geral somos bem recebidos. Tem até alguns que insistem em voltar às vezes. Fico muito feliz e grato à essas pessoas. Sinceramente, quando começamos a nos apresentar, não imaginava que tanta gente aceitaria o estilo, e que alguns já o conheciam. É legal ver que nomes como Robert Johnson, Mississippi John Hurt, Leadbelly não eram estranhos à muita gente. Isso é muito gratificante.”

TB: Quando falamos de Slide no Brasil, seu nome é sempre citado, e por este motivo é uma honra ter sua participação no Blog, agora deixo aqui um espaço para seus comentários finais.

PT: "A honra é minha! É um prazer poder participar ao lado de tantos nomes importantes do slide brazuca. Ouço Blues desde que me conheço por gente, me dedicando exclusivamente ao Blues Rural há pouco mais de 10 anos, e fico muito contente em saber que meu nome é citado.
Sinceramente não tenho noção de até onde isso pode estar indo. Fico feliz em poder contribuir de alguma forma e pretendo continuar divulgando o Country-Blues e os resonators. Muita gente conhece Robert Johnson, mas existem muitos nomes dessa primeira 'safra' do Blues, como Charley Patton, Bukka White, Kokomo Arnold, Blind Boy Fuller, Son House, Blind Willie McTell, Blind Willie Johnson, Blind Blake, talvez não tão conhecidos infelizmente, mas na minha opinião tão importantes quanto o Johnson. Quero deixar um obrigado à todos, e em especial à você, Roberto, pelo convite pra participar desse espaço.”





Paulo, muito obrigado pela sua ajuda, realmente não tenho palavras para agradecer sua participação neste Blog. Paz e Blues.



Visite:
- Paulo Tonella: Aqui além de ver todos os vídeos do mestre, você vai encontrar dicas de afinações e muito mais.

2 comentários:

Marcus Mikhail disse...

Muito bom !!!
eu sou fã do slide e principalmente do country blues...
E Paulo citou entre suas influências os meus bluseiros favoritos!

Abraços

Gustavo disse...

Hola,
Great blog!.

Check mine. We can exchange links!
Ok??.

Thanks
http://bluescomentado.blogspot.com