terça-feira, 4 de setembro de 2007

Blues em Português com Eduardo Gaspar

Este é meu último texto referente ao Blues em Português, e para finalizar o assunto, chamei um grande conhecedor de Blues, meu camarada Eduardo Gaspar. Este poderia ser um daqueles meus textos, Amigos do Blues, mas não vai faltar oportunidade, de termos esta grande figura mais umas vezes, em meu blog.

O Eduardo Gaspar trabalha no projeto Rota do Blues, e é um dos caras que faz as melhores filmagens dos nossos bluseiros e é fotógrafo. Além de tudo isso, ele tem uma visão fantástica da cena do Blues nacional, e por isso eu o chamei aqui, para nos falar um pouco do que ele acha do “nosso” Blues.

TB: Seu comentário, no texto do Edu Soliani, foi muito interessante, realmente você acha que existe preconceito dos grandes nomes do Blues nacional e quem está iniciando no Blues, escrever sons em português ?

EG: “Existe sim, o que vejo hoje em dia, são grandes nomes do blues nacional, com varias composições em português, e nos shows tocam uma ou outra musica, como se tivesse vergonha daquilo que fez, parece que nos dias de hoje os músicos tocam pra competir entre eles, que um faz melhor do que o outro, tem essa levada ou aquela melhor, querendo imitar outros músicos, o que muitos músicos não sabem se eu quisesse escutar Little Walter ou Sony Boy eu escutaria os próprios. Quando vamos a um show queremos ver o musico e não ele imitando outros, queremos ver a personalidade dele no palco.”

TB: Sei que você tem um grande conhecimento em Blues, gostaria de saber se você tem escutado bandas novas, fazendo sons em português ?

EG: “Eu Sou um Apaixonado por Blues, em qualquer idioma, o que eu prego o blues em português, é mais para atrair público, pois estou nos bastidores e sei o que os músicos passam por falta de dinheiro, bar que paga uma miséria quando pagam, hoje você vê em shows de blues pouca gente, em média 70 a 80 pessoas, e no caso do blues vemos que a média de idade vem aumentado, o publico esta envelhecendo, e não estamos repondo, a molecada quase não conhece o blues(de 18 a 28 anos), Por que? O blues em português seria uma saída, nesse caso eu gosto muito de citar o Nasi, em sua carreira solo, se as musicas dele não fossem boas, não é por que ele é do Ira que o publico vai, é por que se identifica com o som dele, e por isso todo show dele tem de 200 à 300 pessoas. Conheço muitas bandas novas, que alem de tocar muito se preocupa em tocar o que o publico gosta de escutar, e claro no meio do set eles tocam o que gosta também e o publico gosta, fazendo letras em português com muita qualidade.”

TB: Agora, vamos falar um pouco da cena Blues paulista. Você acha que o blues está ganhando força ?

EG: “Não, pelo contrario, por causa da falta de publico as casa estão fechando as portas para o blues, infelizmente os donos de casas de shows nem divulgação estão fazendo, alem do mais querem que os próprios músicos façam sua divulgação, o que eu acho um absurdo.”


TB: Valeu irmão, caso queira comentar algo, fique a vontade.

EG: “Estamos perdendo cada vez mais nosso espaço, conversei com muitas pessoas, fiz um documentário legal(em breve vou disponibilizar no You Tube), mas a resposta veio dos donos de bar, a garotada não gasta mais daqueles solos intermináveis, musicas longas, eles não agüentam o nosso jeito de tocar e de curtir um blues, vejo pelas bandas novas, tem mais publico do que gaitistas renomados. Na maioria musicas curtas e objetivas, colocando uma ou outra com umas levadas a mais.
Os espaços para o blues esta diminuindo, estão colocando rock, mpb, groove. Bares tradicionais de São Paulo, e o movimento esta aumentando, dessas casas.

Acho que temos que tomar atitudes, se não cada vez mais, menos espaço.
Eu ainda acredito no blues em português, para atrair publico, pois sem eles os músicos para de tocar o que gostamos.”

"Eduardo, obrigado de coração. Paz e Blues"

Sites:


5 comentários:

Anônimo disse...

Edu Gaspar é, se não for o maior, um dos maiores conhecedores do blues feito no Brasil. Além disso, um cara que luta pela causa. Seu depoimento, aqui, sintetiza bem a realidade atual do blues nacional.
É, também, o cara que vem empunhanhando a bandeira do Rota do Blues (1o programa de Blues da TV brasileira), programa que luta para preservar a secular história deste gênero musical.
Salve Gaspar! Salve o blues em português!

Edu Soliani

Roberto Terremoto BluesMan disse...

Salve... Salve... Salve....

Valeu Soliani... pelo comentário !!! Vcs fazem meu Blog mais rico.

Paz e Blues,
Terremoto

Carlos May disse...

O Edu é um cara fantástico, está sempre apoiando e dando incentinvo da maneira que pode as pessoas que estão a sua volta. E ele faz tudo isso de uma forma absolutamente descompromissada, na total boa vontade... que eu não saberia apontar um outro motivo além do motivo amor, puro e simples, pela "causa" que o blues se tornou em nossas vidas que tanto gostamos, vivemos e amamos este estilo musical com tantas vertentes e facetas.

Parabéns e obrigado E. Gaspar! E claro ao Roberto por reconhecimento ao E. Gaspar!

Grande abraço!

Carlos May

Marcus Mikhail disse...

Faço minhas as palavras do Soliani e do May. O Gaspar é sem dúvida uma autoridade em blues nacional e o mais indicado para fechar essa série muito oportuna criada pelo Roberto.

abraços !

Marcus Mikhail

Anônimo disse...

Assim vocês me deixam sem jeito, obrigado pelas palavras de carinho e amisade