sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Blues com alma na festa da Blues'n'Jazz 21-11-2007

Nesta última quarta feira, 21 de novembro de 2007, a revista Blues’n’Jazz realizou a sua tradicional festa mensal no Bourbon Streat, um dos mais elegantes e importantes bares de São Paulo, que contou com a banda de abertura Black Coffee Band e Igor Prado e Banda.

Não me lembro de ter visto uma festa da revista, com duas bandas tão boas na mesma noite. Claro que todas as festas da revista sempre tem a atração principal composta por astros do nosso blues, mas me refiro ao conjunto, onde as duas bandas com estilos completamente diferentes mostraram uma qualidade musical indiscutível.

A Black Coffee apresentou um show curto, de apenas 30 min., mas com uma seleção de clássicos do Blues e do Soul, onde o ponto alto foi a inacreditável versão da música “I never loved a man”, cantada originalmente pela deusa Aretha Franklin, mas garanto que a nossa Diva do Blues Isabel Tavares cantou com todas suas forças e com sua alma e quase fez este velho bluesman chorar de tanta emoção.

O Igor Prado e sua Banda dispensam comentários, a banda formada por músicos talentosos em conjunto com seu líder fez o publico cantar com as mais lindas versões de musicas consagradas, fora os sons de seu novo e premiado CD.

Em breve teremos uma entrevista com a Diva Isabel Tavares.

Paz e Blues !

4 comentários:

Marcus Mikhail disse...

Infelizmente não fui ao show. O Igor é um músico do primeiro time do blues nacional e merece todo o destaque. Porém, a Black Coffee vem demonstrando personalidade para alcançar um ponto alto da cena nacional do blues e soul. E tenho certeza q esse foi mais um show para registrar essa constatação.

Roberto, parabéns pelo artigo!

abraços

Marcus Mikhail
www.bluesmasters.blogspot.com

Isabel Tavares disse...

Esse show foi realmente muito especial pra nós... voltamos ao palco do Bourbon mais maduros e sem o nervosismo da estréia. Isso nos ajudou bastante, nos deu a confiança de que estamos fazendo um trabalho maduro e principalmente cheio de emoção, e quando conseguimos despertar emoção naqueles que nos vêem, aí sim sentimos que conquistamos algo de enorme importância.

O Igor e sua banda foram muito solícitos e acho que essa interação e camaradagem entre as banda, sejam elas de quais níveis forem, tem e devem existir, pois isso só fortalece a cena.

Como sempre contamos com a presença de amigos caríssimos, como o Roberto. Isso nos dá mais força ainda.

Obrigada pelas palavras, querido. E obrigada pelo apoio de sempre.

Um beijão

Isabel

Joveneis disse...

Black Coffee tem rumo certo!
Parabéns pelo artigo e um abraço aos amigos da banda!

Anônimo disse...

Quero agradecer ao Helton pela oportunidade ao Igor e atodos da banda, e dizer ao Rodriguinho que esta maravilhoso o som dele no Baixo acustico ele é fera.
Me sinto honrado e defender o Blues e o Soul aqui9 no Brasil.
Entendo como super saudável essa uniao de bandas um ajudando ao outro.Que bom.
Roberto, Mary, Alex, Burim, Eduardo gaspar ea todos os irmãos que forma nos ver.
paz
oswaldo